Sábado, 15 de Julho de 2006

Informatização para analfabetos

No outro dia o Sr. Primeiro Ministro foi a uma aldeia perdida no interior profundo (vazio, seria a palavra certa) para inaugurar a entrada da localidade na Banda Larga. Eh pá, a Banda Larga! Ficamos a saber que era a última região de Portugal sem tal modernidade, e também que Portugal é o único país da Europa (e, implicitamente, do Mundo) 100% coberto por tal maravilha da tecnologia.


Mas a reportagem teve o cuidado e o sentido de humor de perguntar a alguns aldeões o que achavam desta fantástica melhoria nas suas vidas. Todos eles velhos, ficaram de boca aberta. Quase que caiam os bonés dos homens e se abriam as batas das mulheres. Acontece, ficamos a saber, que nem sabem exactamente para que serve um computador.


Seria muito reacionário criticar o esforço do governo para informatizar uma data de serviços à disposição dos mortais comuns. Poder lidar com as finanças e marcar as consultas nos centros de saúde pela net é uma vantagem fantástica. Outras simplificações já existem, e em breve vai acontecer a mais fundamental de todas, o chamado Cartão do Cidadão. Boa ideia.


Outra boa ideia seria alfabetizar toda a gente. De preferência logo no computador, passando por cima da necessidade obsoleta de aprender caligrafia. Mas toda a gente não são apenas aqueles velhos das berças. São também os muitos civilizados que vivem no meio de nós - isto é, nas grandes cidades - e que só sabem ler e escrever numa linguagem pós-moderna chamada SMS. E o Expresso desta semana considera um desastre a aprendizagem do português nas escolas. Quer dizer, o analfabetismo é não é só residual (nos velhos dos tempos da outra senhora) mas também endémico.


Como será a próxima geração, analfabeta e informatizada?

publicado por Perplexo às 11:57
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

Veja também:

"Pesquisa Sentimental"

 

 

contador

pesquisar

posts recentes

Concurso de blogues

Voltarei

Silêncio...

Horta e Alorna

A Selecção, minuto a minu...

Cosmopolis

Millôr Fernandes

A maçã chinesa

Transigir ou não transigi...

EDP, o verdadeiro escânda...

arquivos

Janeiro 2013

Julho 2012

Junho 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

who?

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!

subscrever feeds