Domingo, 9 de Janeiro de 2011

Não há nem perguntas, nem respostas

Esta afirmação foi retirada de um momento da pré-campanha eleitoral para a Presidência da República. Sabemos quem a disse e quando foi dita, mas tanto faz. Representa perfeitamente a pré-campanha e provavelmente também servirá para representar a campanha. Ninguém pergunta o que interessa e os candidatos também não dizem nada de substancialmente interessante.

No entanto, será preciso votar.

 

Uma razão de fundo para a falta de interesse das declarações de todos os candidatos é o facto, impossível de ignorar, que uma mudança de Presidente não terá qualquer influência nos males que nos afligem. Seria (porque não vai ser) uma mudança de estilo em Belém; Alegre tem muito mais pose de estado, voz mais histriónica e melhor gosto a vestir-se,  apresenta uma mulher mais interessante – enfim, teríamos um Presidente que se podia mostrar às pessoas sem vergonha nenhuma.

Mas, fora a cosmética, que é o que menos nos preocupa neste momento, népias. O único poder real que o Presidente tem é demitir o Governo e convocar novas eleições – o que só pode fazer em determinadas condições e apenas deve fazer em apertadíssimas circunstâncias. Pode bramar contra isto ou aquilo, preocupar-se muito com aqueloutro, e vetar de vez em quando, que na prática não acontece nada. Pode chatear muito o Governo, lá isso pode, mas o Governo também pode engolir a chatice e cuspir de lado. (Neste particular Sócrates está muito melhor com Cavaco do que ficaria com Alegre, e talvez por isso é que o PS tem mostrado tão pouco empenho na campanha do “seu” candidato.)

A pré campanha andou à volta da questão do BPN, que pode ter interesse para as discussões de café, mas que não chega para o que a oposição queria – reduzir a base de apoio de Cavaco. E só uma dedução por absurdo permite pensar que Cavaco um dia possa vir a ser responsabilizado, e muito menos julgado, e ainda menos condenado, por quaisquer questões de roubalheira relacionadas com o BPN. Se Oliveira e Costa apanhar uma pena suspensa antes de morrer, mesmo que só morra daqui a 15 anos, já seria um caso inédito na justiça portuguesa.

O estilo cavaquista, que tanta gente detesta (eu incluído) é do agrado da maioria da população, que não tem estilo mais apurado. Também há quem pense (me too) que existe uma Gangue dos Cavacos, mas a maioria não tem tanta certeza e está mais inclinada a pensar que o homem é um inocente, probo e honesto, e escolheu mal alguns assessores, que mais tarde fizeram umas golpadas. E também quem ache que a Gangue dos Cavacos é apenas uma das gangues da terra, e que também há a Gangue das Varas Socráticas, e mais a Gangue do Norte e outras gangues que agora não vale a pena mencionar; lutam todas umas contra as outras, mas unem-se automaticamente e protegem-se intuitivamente quando se trata de explorar o povinho.

Esta eleição tem também algumas figuras fora do baralho, o que é bom porque dá alguma cor à disputa e tem proporcionado momentos hilariantes a um debate fadado ao enfado.

O nosso preferido é o Manuel Coelho, por razões que se tornaram evidentes na entrevista com a Judite de Sousa: um homem das berças sem a mínima noção das conveniências (quanto mais do que seja postura de Estado), bem disposto, bastante amalucado, que se está a divertir imenso e diz o que lhe vem à cabeça. Mas tem a seu favor o facto de revelar a verdade nua e crua sobre o Alberto João “Mugabe” Jardim, coisa que nunca nenhum político neste país se atreveu – de Jorge Sampaio a Marques Mendes, de Mário Soares a Cavaco Silva. Na falta de Manuel João Vieira, que promete sempre ser candidato mas nunca cumpre (e diz que se fosse eleito a primeira coisa que fazia era demitir-se) votar em Manuel Coelho é uma alternativa a votar em branco (sempre perigoso), inutilizar o voto (pouco ético) ou não votar (inaceitável). Votar em Manuel Coelho é dizer a estes tipos que não acreditamos em nada do que deles venha e, melhor ainda, que não vemos nenhuma diferença moral entre eles e o maluquinho da Madeira.

publicado por Perplexo às 23:03
link do post | comentar | favorito
21 comentários:
De bracarix a 10 de Janeiro de 2011 às 02:21
Este comentário tem algo de divertido, serve para manobrar e escamotear o que de facto deveria ser de muito sério: A eleição do PR.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Este comentário tem algo de divertido, serve para manobrar e escamotear o que de facto deveria ser de muito sério: A eleição do PR. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Defacto</A> Cavaco Silva é dejá vu » Manuel Alegre uma obstinação, reiterada, mas além de deles apenas é referido Manuel Coelho como se de uma paródia se tratasse nestas eleições. <BR>De entre os outros candidatos, que não são referidos pelo autor desta «charada», pretende-se ignorar ou tentar mesmo fazê-lo, a candidatura de Francisco Lopes, actuando-se em total contradição com um projecto que encarna o sofrimento dum Povo espoliado pelo OE e com um futuro ameaçado pela voracidade do capitalismo predador. <BR>Não haja dúvidas que se os capitães de Abril, e o Povo de Maio, não tivessem tido uma relevante intervenção democrática, ainda jazíamos com mais de 36 anos de fascismo adicionados aos quarenta e oito.... <BR>Isto é de um terceiro-mundismo inaceitável!
De Anónimo a 10 de Janeiro de 2011 às 11:11
Eu vou votar.
Se não o fizer estou a trair o esforço dos que lutaram para termos esse direito.
Vou votar Fernando Nobre.
Pelo seu passado, por causa deste presente triste e sombrio e por UM FUTURO para os mais novos.
Não votar é desistir.
1 abraço
De eu-calipto a 10 de Janeiro de 2011 às 11:17
BRAVO !
Análise excepcionalmente bem feita, mas a minha opção pessoal de protesto é votar Defensor de Moura em vez de Manuel Coelho. O resultado é sempre o mesmo - Cavaco vai ser eleito. Vamo-nos preparando para as anedotas de imbecilidade de Cavaco nos próximos quatro anos. O Sr. está cada vez mais caquéctico e vai ser um gozo para quem não gosta dele (mas uma vergonha nacional).
JS
De Snaita a 10 de Janeiro de 2011 às 13:43
Eu vou votar na Snaita.
Ela é tão vazia quanto os candidatos pateta alegre, o tipo das salsichas que só quer curar a malária e os outros que não contam para nada...
De Deus a 10 de Janeiro de 2011 às 13:46
Recomendo o voto no único candidato que já teve um emprego, já criou empregos, e percebe a trapalhada económico-financeira em que o Sampaio, Guterres e Sócrates nos deixaram.

Sem dúvida, Cavaco Silva não só é o melhor, como seria sempre a 1ª opção.

É incontornavelmente uma referência política e profissional (para Economistas) em Portugal.

E olhem que eu sou Deus...
De Anónimo a 10 de Janeiro de 2011 às 19:20
Deus? Qual deus, o professor João, que escondeu o processo da Universidade Nova, contra o Prof. Aníbal?
De maria da fonte a 10 de Janeiro de 2011 às 14:13
simples. toda a gente diz que esta tudo mal,farta destes politicos e então? vão votar nos mesmos?votem jose manuel coelho e simplesmente dizem aos profissionais da politica que estamos fartos deles . desapareçam.apareçam outros .
De vidanotopo a 10 de Janeiro de 2011 às 15:00
A Constituição está em revisão. Pois bem, o mandato do Presidente deveria passar para sete anos e deveria ser apenas por um mandato. Estas eleições , como as anteriores, dão sempre vantagem ao presidente que está. É uma pura perda de tempo e só os "marqueteiros " (*)da política ganham com isto. mas "isto" não tem qualquer valor acrescentado, excepto para o PCP que, partido sustentado na ideologia e propaganda, é o único que obtém resultados positivos, apesar de nunca um candidato seu poder ganhar estas eleições. Quanto muito pode influenciar como já influenciou - Mário Soares foi o beneficiário da posição política do PCP, mas foi porque Cunhal se impôs no Comité Central e mandou votar Soares. Como Cavaco ganha facilmente na primeira convocatória o PCP trabalha e está a trabalhar bem para fixar as suas estruturas e o seu eleitorado. Talvez a sua campanha tenha um deficit que é de não atrair nem mandar nenhuma mensagem de inconformismo para as juventudes - a que está descrente e a que não tem trabalho ou tem medo de o perder. A escolha do candidato, vindo do total anonimato, foi uma boa opção, até porque demonstrou já ser um político consistente. Na esquerda só ele e Alegre são consistentes, sendo que por força das suas opções, o candidato do PCP é naturalmente mais consistente. Não teve que fazer alianças com ninguém, Resumo esta eleição só é boa para José Sócrates pois pode durante este tempo final da sua governação emendar a mão em muitas coisas que a sua má entourage o levaram a fazer. Nomeadamente o homem mais incompetente do Governo, o ministro das Finanças, cuja trajectória política não tem consistência nem é exemplar do ponto de vista do compromisso político coerente.
(*) Profissionais do marketing político - termo brasileiro.
De Carlos Moreira a 10 de Janeiro de 2011 às 16:23
Socrates é apenas um fruto do Marketing e das circunstâncias...casapianas.
Nunca teve valor para ser Secretário geral do PS. E muito menos para ser prmeiro ministro como se vê pela OBRA desfeita !
Para quem viu ser afastado um primeiro ministro com uma ideia para Portugal e "despedido" sem ...por um adversário político.
De carlos moreira a 10 de Janeiro de 2011 às 20:46
Tem razão quando sugere que Sócrates pensa no futuro do seu governo. E pode pensar na hipótese de conseguir dar a volta nos 3 anos ( quase) que ainda tem pela frente se não ... for apeado. E quem se atreve ? O Alegre se fosse eleito Presidente não de certeza.
Portanto ELE sabe que só pode fazer frente ou contar com CAVACO.
A decisão dele já está tomada. Falta saber apenas a decisão do Partido socialista ... e quem será o novo secretário geral do PS ?
Cá para mim essa é que a questão por onde passa o futuro do Sócrates.
Nem me atrevo a sugerir manter o engº no aparelho do PS. Mas atrevo-me a dizer que no Governo é que NÃO PODE FICAR.
De Perplexo a 10 de Janeiro de 2011 às 23:01
Bem observado. Mas, pessoalmente, penso que o Cavaco não apeará o Sócrates, mesmo que entre o FMI (não é obrigatório) e acho que o Sócrates pensa o mesmo.
Quanto ao Sócrates continuar no aparelho, só enquanto for Primeiro Ministro, claro. A ser dissolvido ou se perder eleições, terá que sair de Secretário Geral.
Penso que o cenário mais provável é o Cavaco ganhar e o Sócrates ir até ao fim. Sim isso é a nossa melhor hipótese, que venha o diabo e diga!
De Carlos Moreira a 10 de Janeiro de 2011 às 16:16
Mas afinal quem tem dificuldade de escolha ?
Recapitulemos :

Um candidato Economista apoiado por CDS / PP PSD / PPD etc. Este faz o pleno da Direita e Reformistas moderados.
Dois Candidatos Médicos : F. Nobre e D. Moura.
Nobre é um candidato transversal a todos os Quadrantes pelo seu valor de Humanista. Nunca se serviu da Política.
Defensor Moura é um poste defensivo do PS. Autarca longos anos e deputado anos demais ! Pensou que podia ser escolhido para Presidente. Ainda está equivocado... mas não sabe !
Francisco Lopes é com Jose Manuel Coelho o único que se diz operário especializado. Foi pouco tempo operário. Coelho que não puxa pelos galões foi-o muito mais anos ...Um não tem EGO ( FL ) faz o que lhe mandam. O Outro ( Coelho) tem um EGO enorme pois dá a volta à Ilha ( da Madeira ) e sente que tem muito para dizer. Quando fala ...percebe-se a doença fatal. Mas pelo menos não é Palhaço e pensa pela sua cabeça...Opção de voto CASTIÇO à portuguesa rasca.
Então falta um !
O Poeta ( perdedor das anteriores eleições Presidenciais ) mas com obra literária feita. Tem uma folha de caçador que erra mais na Política do que qualquer caçador "mentiroso"
Mas é apoiado pelo PS e pelo Bloco de Esquerda ! Tanto um como outro destes 2 partidos foram escolhidos pelo candidato...que se propôs em faz de conta .Os Partidos aceitaram-no, em vez de escolherem um Candidato !
Perceberam ou querem um desenho mais adequado :
Há dois candidatos apenas : Um é médico e humanista Fernando Nobre e merece muito respeito como se viu pela positiva - o Outro - é AQUELE QUE VAI GANHAR. Também merece.
De Anónimo a 10 de Janeiro de 2011 às 21:22
Tem toda a razão. vai ganhar mas sem mérito algum. pois foi desde o 25 de abril o Presidente mais morno que já tivemos. antes frio, antes frio!
De M. dep POMBAL a 10 de Janeiro de 2011 às 17:12
Ao ler todos estes comentários e ver quanta patetice eles contém, só me a+petece dizer, " Deviam ter vivido uns anitos no tempo da ditadura" talvez assim deixassem de ser tendenciosos e se tornassem mais Cidadãos
De carlos moreira a 10 de Janeiro de 2011 às 21:04
Quem é tendencioso ó M. de Pombal ?

Vossa Merçê desça de Estátua e lembre-se que colocou o nome de Portugal nas páginas da infâmia mundial com o Processo dos Távoras.
Lembro-me muito bem do ditador marquês e do sue faz tudo intendente. Os Juízes ainda os vejo no Inferno no departamento respectivo.
Já conseguem fazer o espéctáculo todo sem se enganarem. Mas Vossa Mercê agora também partipa e grita mais ainda do que eles...todos os dias.
De Anónimo a 10 de Janeiro de 2011 às 21:17
tem toda a razão. eu só tenho 42 anos e arrepio-me com tanta estupidez que grassa por aí
De smiliuss a 10 de Janeiro de 2011 às 19:13
Ía votar em branco, mas depois de ver a entrevista, vou votar COELHO AO POLEIRO. E do continente, vai levar o meu voto. Não tentem fazê-lo passar por maluquinho, que não é. Não tem é pejo na lingua e diz o que os outros têm medo de dizer.
De carlos moreira a 10 de Janeiro de 2011 às 20:32
E faz o eleitor smiliuss ( sic) o favor de votar em quem quer.
É o seu dever e integridade como cidadão.
Mas no Coelho ? Só porque manda umas BOCAS mal pensadas mas ditas com convicção até ELE pensa que acertou.
Castiço - Bota abaixo - Bronco - Toma lá ! e com manguitos à Bordallo. COELHO tem tudo quanto basta para gozar com todos nós !
E alguém se quer servir dessas BOCAS.
Escolha quem quiser... mas não diga a ninguém - senão ainda o tomam por deficiente mental - e já não há vagas suficientes no serviço nacional de saúde.
passe bem e não morra até 23 de Janº. O seu voto pode fazer falta ao seu escolhido para chegar a ou à...Madeira.
De amsf a 17 de Janeiro de 2011 às 17:26
Se quisermos enviar um cartão vermelho às elites portuguesas este é o portador certo. O meu voto é no José Manuel Coelho!

Louco e palhaço é o povo que vota sistematicamente da mesma forma à espera de obter resultados diferentes!

Comentar post

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 21 seguidores

Veja também:

"Pesquisa Sentimental"

 

 

contador

pesquisar

posts recentes

Concurso de blogues

Voltarei

Silêncio...

Horta e Alorna

A Selecção, minuto a minu...

Cosmopolis

Millôr Fernandes

A maçã chinesa

Transigir ou não transigi...

EDP, o verdadeiro escânda...

arquivos

Janeiro 2013

Julho 2012

Junho 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

who?

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!

subscrever feeds