Segunda-feira, 7 de Fevereiro de 2011

Névoa

Um grande empresário, este Domingos Névoa, e também um homem que conhece as escrituras e tem o pensamento profundamente imbuído de valores cristãos:

“Não sei se é por estarmos no período da Quaresma, mas a imagem que associo ao Dr. Ricardo Sá Fernandes, é a de Judas”.

Isto foi dito pelo Sr. Névoa a propósito de Ricardo SF ter ido fazer queixinhas ao Ministério Público que o dono da Bragaparques queria dar 200 mil euros ao irmão, José Sá Fernandes, para aquele deixar de chatear a empresa com um processo mesquinho referente a negócios com a CML no Parque Mayer.

 

Embora tenha sido denegrido, Névoa é um homem vingado. “Ao fim de vários anos de calúnias e sofrimento” como reconheceu, o Tribunal da Relação de Lisboa deu-lhe razão e absolveu-o da suspeita, retirando a pena simbólica de cinco mil euros dada pela primeira instância. Isto porque José Sá Fernandes não podia fazer aquilo que Névoa queria pagar para que ele fizesse. Graças a Deus a lei portuguesa não condena por intenções, só por factos. Se um homem pagar a outro para esfaquear um terceiro, mas o outro não souber usar uma faca, não há nada de mal. E que sentido faria Névoa, que sabe o valor do dinheiro, oferecê-lo a alguém que não lhe podia trazer nenhum benefício?

 

É também um português que pensa positivamente, como o requerem as circunstâncias: terminado este desconsolador percalço, afirmou: “"vou continuar a trabalhar em prol do país, que bem precisa de nós todos para vencermos a crise".

Bem dito. É de homens assim que o país precisa, e não de delatores invejosos como Ricardo Sá Fernandes. Bem feito que o Ministério Público acaba de o processar por ter gravado indevidamente uma conversa com Névoa (antes das conversas gravadas com autorização do mesmo MP). Parece que o procurador João Guerra não gosta de Ricardo SF por causa do Caso Casa Pia, mas isso também são más línguas, pois nenhum procurador se aproveitaria de uma preciosidade legal para ventilar as suas antipatias, dando uma má imagem da Justiça.

 

Aliás são homens como Névoa que fizeram o país que temos. De origens humildes, prosperou graças à protecção do grande Mesquita Machado, o famoso autarca de Braça que tanto progresso tem trazido à cidade. Desde a fundação da empresa, Névoa e o seu sócio Manuel Rodrigues Serino, ilustre administrador do Sporting Club de Braga, já dotaram a cidade com quatro parques de estacionamento, inúmeros empreendimentos imobiliários de gosto socrático e uma revendedora de automóveis. Dado o dinamismo mostrado pela empresa, Mesquita Machado dispensou os morosos concursos públicos que atrasam estas melhorias anos a fio.

A Bragaparques cresceu tanto que chegou a Lisboa, onde tem treze empreendimentos.

Mas as más línguas estão sempre afiadas. Já em 2002 Névoa foi

acusado de “emprestar” 50 mil euros a Luís Vilar, vereador da Câmara de Coimbra, quando o que queria era modernizar a cidade com um parque de estacionamento na zona do Bota Abaixo. Como o processo só tem nove anos, ainda está a decorrer.

Ricardo Sá Fernandes já deve ter aprendido que atitudes como as dele não vale a pena. No passaram.

As atitudes empreendedoras de Névoa é que passam. E como!

 

publicado por Perplexo às 00:34
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 21 seguidores

Veja também:

"Pesquisa Sentimental"

 

 

contador

pesquisar

posts recentes

Concurso de blogues

Voltarei

Silêncio...

Horta e Alorna

A Selecção, minuto a minu...

Cosmopolis

Millôr Fernandes

A maçã chinesa

Transigir ou não transigi...

EDP, o verdadeiro escânda...

arquivos

Janeiro 2013

Julho 2012

Junho 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

who?

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!

subscrever feeds