Sábado, 2 de Julho de 2011

Independência da Madeira, já!

Em termos jornalísticos, é um bocado pobre fazer um artigo sobre Alberto João Mugabe Jardim. Quer dizer, quando não há assunto, é fácil ir buscar as declarações do soba da Madeira, que são sempre impressionantes e dão pelo menos uma manchete apelativa. Além disso qualquer publicação é um serviço que se lhe faz: é para aparecer que ele diz o que diz, e pelos vistos dá sempre resultado. Contudo, as últimas declarações de Mugabe Jardim levantam uma boa ideia.

O que aconteceu foi que o Flama, movimento independentista da Madeira, colocou várias bandeiras em locais bem visíveis do Funchal. Jardim foi do movimento quando ele nasceu, na época do 25 de Abril, por causa do susto dos madeirenses com o perigo comunista no Continente. E esta colocação, comemorativa dos 35 anos do movimento, certamente que não aconteceu sem a sua autorização, senão autoria. Oficialmente diz que não tem nada a ver com o assunto e acrescenta que também não os vai proibir:

“Se há casamentos gay, também pode haver pessoas que pensem a favor da independência!” E mais outra: “Se há partido comunista, também pode haver partido autonomista”.

O Flama quer um referendo sobre a independência da Madeira, mas Mugabe Jardim, que até gosta da ideia, acha que “neste momento não iria representar uma melhoria de condições de vida para os madeirenses.” Pois não. Sem o dinheirinho que vai daqui para a Madeira, certamente que eles ficariam pior. E nós, no continente, melhor.

Talvez seja a altura, agora que se estão a tentar reformas profundas do sistema, de fazer o tal referendo. Só que não como o Mugabe Jardim e os tipos do Flama estão a pensar.

Não senhor. Tem de se fazer um referendo sobre a independência da Madeira aqui no continente. Nós é que temos de decidir se queremos continuar a sustentar um regime paternalista que nos custa milhões, a troco de insultos do soba.

Aposto que o sim ganhava!

publicado por Perplexo às 14:51
link do post | comentar | favorito
16 comentários:
De Evil Genius a 5 de Julho de 2011 às 01:04
O meu "sim", teria concerteza. Mas estou em crer que o povo da Madeira, e também dos Açores, são Portugueses e patriotas, e principalmente por este motivo não estariam interessados na separação da bandeira que é o símbolo de um dos países mais antigos do mundo.

As bujardas que estamos acostumados a essa boçal personagem, não traduzem, estou certo, a opinião da maioria das pessoas que habitam nas regiões autónomas.

É tudo resultado, como diz, de uma vontade e forma de aparecer de uma personagem que se sente impune, graças ao poder que detém na região, à falta de respeito pela dignidade que o cargo que ocupa lhe inspira, e à pouca importância que lhe dão os continentais, bem como, desconfio, da sua inimputabilidade psiquica...
De rui faneca a 8 de Julho de 2011 às 23:18
vai levar no cú paneleiro de merda
De Jorge Ventura a 11 de Julho de 2011 às 11:13
Por favor , nunca , mas NUNCA misture Açoreanos com Madeirenses só porque ambos habitam regiões autónomas.
A única coisa que temos a ver uns com os outros é falar a mesma língua e habitar ilhas.
De Laptic - Madeira a 6 de Julho de 2011 às 17:14
Fiquem lá com os milhões que dizem que enviam para a Madeira. O que os cubanos querem é vir à Madeira, e terem uma instância turística com clima ameno.
Deem-nos a independência , assim já não vamos ao fundo junto com os cubanos fedorentos.
Se eu fosse cubano corria comprar uma casita junto da fronteira de Espanha com Portugal , para quando esse país pestilento for ao fundo, ficar com uma casa à beira-mar plantado.
Na Madeira, todo o dinheirinho foi aproveitado na gestão de activos físicos para benefício da população, enquanto nesse país de trolhas os dinheiros foram gastos em obras faraónicas sem que a população possa aceder, para que tenha melhores condições de vida.
Esses bebras que nem falar sabem, aproveitam a mínima oportunidade para desancar em cima do Alberto João, mas o que lhes faz falta aí é um pior que ele, para conseguir endireitar esse bando de gente que nada sabe fazer, que não produz, e que por incrível que pareça são tão burros que:
" Contra os Canhões, marchar, marchar".
Está -se mesmo a ver onde isto vai dar, nos tempos contemporâneos:
Ao lado dos submarinos, nadar, nadar.

SÓ ME APETECE GRITAR:
VIVA A INDEPENDÊNCIA DA MADEIRA.
De Albano a 23 de Agosto de 2011 às 20:11
Só um FDP rosna assim!
De rui faneca a 8 de Julho de 2011 às 23:09
fff
De rui faneca a 8 de Julho de 2011 às 23:14
Ora bem, este jornalista e inimigo da Madeira e do Dr. Alberto João Jardim, de certeza que é um ressabiado. Se não querem a Madeira, digam já. Não é necessário qualquer referendo. Os "cubanos do continente" depois verão como será. Para a Madeira é muito melhor, assim juntavamo-os às Canárias e faziamos um grande estado castelhano no Atântico, juntamente com os Açores e só ficava a merda do continente. Sim, merda ou melhor o caixote do lixo dos hispanhóis, sim senhor jornalista a retrete, onde eles cagam, por isso é que fala ou melhor escreve, como dizem os nortenhos grande morcão de merda. Deixe a Madeiora e não apareça por aqui. Não queremos merda dessa. vai-te catar paneleiro de merda.
De J.Ventura a 11 de Julho de 2011 às 11:16
O Sr Faneca pode dizer o que lhe apetecer , mesmo nessa linguagem elegante , e defender o que quiser para a sua Madeira , agora não fale é pelos Açores , sim?
De Albano a 23 de Agosto de 2011 às 20:14
Rosnas bem! Não cofundas Madeirenses com jardinistas (rascalhada e ladrões)
De CagoNisso a 10 de Julho de 2011 às 00:08
Só não entendo que este lixo que fala tanto mal da merda do contenente, ainda tenha a distinta lata de vir cá buscar dinheiro para encher a pança aos gajos do regime! É pá, vão todos à merda, peçam a independência porque eu aqui, no Continente, tenho também um clima ainda mais ameno que o vosso! PQVP!
De Rui de Sousa a 10 de Julho de 2011 às 12:48
Concordo plenamente mas tenho uma curiosidade. Sera que uma vez independentes teriam direito a serem um pais da uniao europeia???...é que no mapa eles estao muito mais vizinhos de Africa, assim como as ilhas canarias que pararam de pedir a independencia porque a ajuda europeia acabaria e teriam de a pedir as nacoes africanas. eh!eh! boa sorte!
De nada a 18 de Julho de 2011 às 02:43
se eu mandasse neste pais separatistas como tu eram obrigados a comer o próprio figado.
De Louhis a 27 de Julho de 2011 às 18:16
Confesso que estou perplexo.
Se calhar quando vejo uma parede branca, na realidade a parede é preta e eu andei anganado este tempo todo.
De Um cubano a 23 de Agosto de 2011 às 22:49
A independencia da Madeira. Seria como uma garrafa de champanhe, era tirar-lhe a rolha e iam as duas ao fundo.
De anónimo a 20 de Outubro de 2011 às 16:42
Se a Madeira se separar de Portugal provavelmente podem dizer adeus à ajuda Europeia, e esse paísinho chamado Portugal que vocês estão a chamar de merda aguentaria-se muito mais tempo que vocês.

Comentar post

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 21 seguidores

Veja também:

"Pesquisa Sentimental"

 

 

contador

pesquisar

posts recentes

Concurso de blogues

Voltarei

Silêncio...

Horta e Alorna

A Selecção, minuto a minu...

Cosmopolis

Millôr Fernandes

A maçã chinesa

Transigir ou não transigi...

EDP, o verdadeiro escânda...

arquivos

Janeiro 2013

Julho 2012

Junho 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

who?

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!

subscrever feeds