Quarta-feira, 21 de Março de 2007

Pour Amelie

Estava a pensar no que fará a pena viver. Se é respeitar aquilo que nos ensinam - mesmo que não sejam grandes ensinamentos, adiante se verá - ou se será por em questão as verdades aprendidas e pensar por nós próprios se não haverá algo mais do que o estabelecido como certo. Pode-se dividir as pessoas segundo vários critérios: os que brilham por obedecer estritamente ao formato padrão - o bombeiro modelo, digamos - e os que têm o azar de não acreditar em nada, ou de duvidar de tudo - os artistas, os marginais, os percursores. Pessoalmente, o bombeiro padrão será talvez mais feliz; mas o artista, na sua angústia que nem ele consegue classificar, mas que o leva a criar arte - esse vislumbre de que há mais na vida do que as preocupações e necessidades do dia a dia, ou os passos para uma carreira bem sucedida - o artista está mais próximo do infinito; e o infinito, uma verdade metafísica que nos transcende completamente, é muito mais fantástico do que o finito da vida vegetativa e satisfeita consigo própria.

Ah, os ensinamentos que prometi que adiante se verá: pois, o filho de um vigarista, que lhe ensina que na vida se safam os espertos que sabem contornar as limitações e tirar vantagem do que se pode, pode pensar que talvez haja algo mais do que a esperteza darwinista, talvez a compaixão seja um sentimento muito mais satisfatório. E o filho do ultra-conservador, que se agarra a valores estabelecidos que na realidade nunca se estabeleceram mas que valem como âncora contra a vertigem , talvez veja a vacuidade desses valores e a alegria de se ser o que é sem restrições de espécie alguma.

publicado por Perplexo às 23:33
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

Veja também:

"Pesquisa Sentimental"

 

 

contador

pesquisar

posts recentes

Concurso de blogues

Voltarei

Silêncio...

Horta e Alorna

A Selecção, minuto a minu...

Cosmopolis

Millôr Fernandes

A maçã chinesa

Transigir ou não transigi...

EDP, o verdadeiro escânda...

arquivos

Janeiro 2013

Julho 2012

Junho 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

who?

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!

subscrever feeds