Domingo, 20 de Fevereiro de 2011

A unha comprida do dedo mindinho

Corria o ano de 2004 (por aí) estava eu a ver o noticiário na televisão e apareceu-me um tipo de blazer e cabelo à pato bravo que quer parecer queque, com a legenda em rodapé: Ministro da Juventude e Desporto. “Deve ter sido futebolista, ou jogador de basquete, ou qualquer coisa assim na área do desporto” pensei eu. Mas aí reparei que o dito senhor tinha a unha do dedo mindinho comprida. E reparei porque ele, ao ser parado por uma repórter, levou a mão à altura do rosto, em ângulo recto, e limpou vigorosamente o ouvido com a unha. “Oh diabo!” pensei, “é mas é pato bravo”.

Porque vou-lhes dizer, nem na altura do PREC, nem quando a classe trabalhadora esteve a uma unha negra do poder, eu tinha visto um ministro limpar o ouvido com a unha comprida do dedo mindinho. Fiquei seriamente preocupado.

Mal sabia eu. O fulano era nem mais nem menos do que Armando Vara, pós-graduado e licenciado (por essa ordem) da nossa praça, subsecretário de secretário, secretário, ministro – um homem com uma carreira política meteórica e um tanto disléxica: afinal de contas, o que é que um funcionário da CGD em Vinhais, Trás-os-Montes, com o 12º ano, sabe de Administração Interna, Juventude, Desporto e Prevenção Rodoviária?

Mas essa escalada de elevador pelas escadas do Poder foi apenas a primeira parte da vida deste fura-vidas. Terminou com um escândalo incómodo, relacionado com uma tal Fundação para a Prevenção da Segurança Rodoviária – mas a simpática e eficiente Justiça portuguesa arquivou o processo por falta de provas.

A segunda parte é a vida Armando António Martins Vara como grande gestor da banca. Pelo menos aí pode dizer-se que estava no seu elemento, pois com certeza que conseguia contar maços de notas com presteza, ajudado por aquela unha do dedo mindinho. Começou na Administração da Caixa Geral de Depósitos, esse poço sem fundo onde caem todos os ex-políticos. E três dias antes de entrar na CGD já era licenciado. Dois anos depois passava a vice-presidente do maior banco português, o Millennium, com pelouros suficientes para meia dúzia de pessoas.

Helás! Salários sumptuosos não lhe tiraram o apetite por dinheiro pequeno. No processo Face Oculta constam de envelopes com 15 mil euros, caixas de robalos e almoços em restaurantes meia leca.

E assim chegamos à terceira parte da vida e obra de Armando António: Presidente do Conselho de Administração da cimenteira Camargo Corrêa África. A ida para Angola podia lembrar um pouco o desterro dos degredados no século XIX, que iam cumprir pena nas colónias com a ideia que as doenças tropicais os matassem. Mas os tempos africanos mudaram, claro. Angola é hoje em dia uma powerhouse de desenvolvimento, a precisar de cimento, muito cimento. No meio da nomenklatura de Luanda, e com os métodos de negócio que lá se praticam, Vara está como um peixe na água.

 

A última vez que ouvi falar de dele foi há poucos dias. Testemunhas e intervenientes concordam que Vara adentrou pelo Centro de Saúde de Alvalade, passou à frente de vinte velhinhos reformados e exigiu da médica um atestado de saúde, depressa porque tinha de apanhar o avião.

Um dos velhinhos, José Francisco Tavares, pai de seis filhos, apresentou queixa contra ele  - coitado, acha que Vara é um cidadão igual aos outros, processável. Conhecendo os modos da Justiça, não me surpreenderia se num ano ou dois o Tavares não visse a reforma penhorada para pagar um processo por difamação.

 

Agora, uma coisa eu já tinha reparado, ao ver Vara dois dias antes, à saída do tribunal onde decerto será declarado inocente por falta de provas: o homem já cortou a unha do dedo mindinho.

Aprendeu. Agora é que ele vai arrasar.

publicado por Perplexo às 23:01
link do post | comentar | favorito
135 comentários:
De Cotovio a 23 de Fevereiro de 2011
Para sua informação nunca Armando Vara foi funcionário da CGD Vinhais.
Quanto ao resto, tomara metade da gente que fala dele ter a humildade e a capacidade de trabalho que ele tem.
Falem da vossa vida. Já agora, porque não comentar os resultados da Caixa e do Millenium nos anos em que ele foi administrador?
A justiça serve para julgar. E dirá se ele é culpado ou não.
De SOLIDO a 23 de Fevereiro de 2011
Eu não ponho as maõs no fogo por ele , mas parece que há quem ponha , eu só estou à espera de que o caso prescreveu ou encerrou por faltas de provas.
De Um cidadão como os outros a 23 de Fevereiro de 2011
Admitindo este comentário como a legitima indignação de uma pessoa de bem, ele é o mais perfeito exemplo da capacidade destes oportunistas de convencerem os outros de que são íntegros e que trabalham para o bem do povo.
De notar que a falta de espírito critico e analítico é o perfeito ambiente onde floresce o apoio desta espécie de políticos
Eu tive a oportunidade de ter um breve contacto com o sr . Vara numa altura bastante especial, que foi as eleições autárquicas na CM Amadora, e digo-lhes, a conversa que ouvi entre o dito sr e alguém ao telefone relacionada com alguns dos seus próprios correligionários que se candidatavam ao mesmo lugar, faria inveja ao mais genuíno dos padrinhos da máfia siciliana.
E mais não digo.
De É só Rir a 23 de Fevereiro de 2011
Este blog é só rir... Ai ó pá, quase que me Urino :) Tenho q concordar com a incitação á revolução, tenho q concordar com a alteração da mentalidade do português, mas tenho tb que concordar com este senhor que manda ir trabalhar para as obras uma pessoa que se dedica a escrever umas coisas, bem escritas por sinal.
Eu infelizmente, não sou filho de pais ricos, não tenho estudos pq fui colocado na rua pelos meus pais aos 17 anos e não pude estudar( e se calhar se podesse não queria) mas comecei a minha vida laboral a trabalhar nas obras. Primeiro como servente de pedreiro e mais tarde como pintor de construção civil, e sabem uma coisa? Orgulho-me disso. Hoje trabalho em frente a um Computador no qual aprendi a mexer por iniciativa e mérito próprio.

Peço desculpa pelos erros ortográficos, mas como já mencionei, não me foi dada grande hipotese de estudar.
Os meus sinceros e cordiais cumprimentos
De Landri Pinto a 23 de Fevereiro de 2011
Deliciosa esta croniqueta!Diria que a caracterização do dito-cujo "fura-vidas" foi..."na mouche".Mas, acreditem, o personagem veste o fato de milhões de Portugueses que não se importariam de ter uma aventura assim bem sucedida.E não podemos mudar o Povo?Desculpem-me o reacionarismo mas também somos "culpados"!Os brandos costumes pululam qual vírus no ADN dos Portugueses.Somos "todos" ou aspiramos "todos" a ser "patos-bravos".Então não é que há uns maduros que entendem que o trabalho dignifica e que o mérito é o critério?
De PATO BRAVO a 23 de Fevereiro de 2011
pATO BRAVO SIGNIFICOU AQUELES QUE VIERAM DA REGIAºO DE tomar AJUDAR NA RECONSTRUÇÃO DE LISBOA DESTRUIDA PELO TERRAMOTO DE 1755.
JA TINHAM EXPERIENCIA DE CONSTRUIR, MAIS APERFEIÇOADOS FICARAM COM A RECONSTRUÇÃO, E É NORMAL QUE COM ESTAS BASES TENHAM CONTINUADO A FAZER AQUILO QUE MELHOR SABIAM.
PORTANTO COMPARAR UM PATO BRAVO AO VARA É A MESMA COISA QUE COMPARAR MERDA COM BANHA DE CHEIRO.
MUITOS VARAS AINDA HÃO-DE NASCER PARA CONSEGUIREM CHEGAR AOS CALCANHARES DOS VERDADEIROS PATOS BRAVOS, ONDE ME INCLU-OU COM M UITA HONRA. MAIS SE NÃO FOSSEM OS PATOS BRAVOS, A MAIORIA DOS LISBOETAS TERIA VIVIDO EM BARRACAS, DURANTE MUITOS E MUITOS ANOS, NÃO SÃO ASSIM TÃO MAOS COMO OS PINTAM, ANTES PELO CONTRARIO, A INVEJA FAZ MUITA GENTE FALAR DAQUILO QUE DESCONHECE É POR ISSO QUE TODOS SÃO CHAMADOS MAS POUCOS OS ESCOLHIDOS,
De Papa Léguas a 23 de Fevereiro de 2011
Sobre o comentário do sr. "coiso"!!!

Não precisa de ir mais longe! procure um primo do Salazar e tem a solução!

Acredite que não estou a brincar!!

O sr. tem medo? Eu não!

E os outros todos? Trabalham, são honestos, querem igualdade de oportunidades? São contra o aproveitamento pessoal em nome da democracia (deles!)?

Os Xuxas e outros iguais, são todos uma cambada de oportunistas, sem perdão!!!!!

Se, nos tempos de hoje, existisse vergonha, senhores como o sr. "salta à vara por cima dos outros" (no posto médico e em todos os outros sítios, tribunal incluído), não saíam à rua!!

Não têm é vergonha!!!!!!!!!!!
De gil paris a 23 de Fevereiro de 2011
Depois de conhecer as avarias deste sr ." Vara eu
cruzei-me com ele na ultima feira do livro em Lisboa; Ia com o neto e, dei por mim a pensar: Esta criança vai crescer e saber os "grandes" feitos deste avô;
será que se vai orgulhar desta herança suja e
desajustavel da sociedade??????Só espero melhores dias para a criança e que saiba arranjar por conta própria o seu estado de direito sem colagens do estado torto do avô.
De Rui Costa a 23 de Fevereiro de 2011
Gostei ! Palavra que gostei do que li acima. Este Armando é mais um dos muitos que assentaram no poder. o que me parece importante é que isto não está muito longe do fim. Sente-se que a festa está a acabar e podermos ter a certeza de que estes gajos já têm a mala pronta, comuns milhares bons de euros para as primeiras despesas e milhões nos offshore . O avião, nalguma pista do Alentejo Profundo, está pronto para alçar voo . e nós, papalvos a vê-lo subir !!!
NÃO, NÃO e NÃO ! Temos de ficar de olho porque desta vez não pode acontecer como aos PIDES e outros depois do 25 de Abril. E chumbo grosso neles !
De ajab a 23 de Fevereiro de 2011
Passei casualmente por este blog e constatei:
- de uma maneira geral todos redigem bem. Logo, são pessoas que fizeram a antiga 4ª classe. Não são os doutores de hoje, vê-se logo, que esses não sabem sequer o significado das palavras
- perpassa uma nostalgia sobre o passado, sendo patente o " se soubesse o que sei hoje..."
- dito isto, apetece-me dizer. Se pudesse voltar atrás, ter-me-ia inscrito num partido político (ou eventualmente neles todos) e estaria hoje provavelmente no lugar do Vara, do Cavaco, do Sócrates, ou seja, bem instalado na vida. Eu sou dos que ia começar a trabalhar aquando do 25 de Abril
- como não o fiz e quis manter a minha independência para poder concordar ou discordar conforme me desse na veneta, constato hoje, que sou um dos leitores destes blogs, para matar o tempo, aguardando o timing para me reformar sem grandes penalizações, senão nem para a mensalidade da internet chegará a pensão.
- quanto ao Vara, quer queiramos quer não, o homem tem que ter valor para chegar aonde chegou. Servindo-se de instrumentos algo discutíveis a meu ver. Mas afinal de contas, fazendo o que todos fizeram e continuarão a fazer . Ou como diz o da canção, "para fazer o que tem que ser feito".

Boa tarde e entretenham-se. Sempre é mais proveitosa esta actividade, do que remeterem-se a solilóquios taciturnos. Mas de vez em quando, façam umas caminhadas por causa do colesterol, que também vos fará bem.
P.S. Não sou funcionário público nem privado e portanto não estou a utilizar indevidamente o meu posto de trabalho. Mas sou trabalhador por conta própria e não havendo que fazer, tenho que me entreter...É a crise...

De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2011
É só ele... Não tem entourage, como dizem os espanhóis.
De Pois é a 23 de Fevereiro de 2011
Pois é, quem não estiver contente com o Estado das coisas, que apareça na MANIFESTAÇÃO, É já no dia 12 de Março. Mais detalhes em: http://www.facebook.com/event.php?eid=180447445325625

Já é altura desta corja ir é toda para Angola!

Comentar post

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 21 seguidores

Veja também:

"Pesquisa Sentimental"

 

 

pesquisar

posts recentes

Concurso de blogues

Voltarei

Silêncio...

Horta e Alorna

A Selecção, minuto a minu...

Cosmopolis

Millôr Fernandes

A maçã chinesa

Transigir ou não transigi...

EDP, o verdadeiro escânda...

arquivos

Janeiro 2013

Julho 2012

Junho 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

subscrever feeds